Revista da Papelaria


Revista da Papelaria

Início » Notícias / Mercado » Fã de carteirinha

27/07/2018

   

Fã de carteirinha

Apaixonada por artigos de papelaria, estudante sabe bem o que deseja encontrar nas lojas

O perfil no Instagram @artedestudar, administrado pela estudante de 16 anos, Letícia Almeida, é um verdadeiro exemplo de que estudar pode ser muito divertido. Com diferentes materiais de papelaria e produtos muito coloridos, Letícia ensina métodos de organização e dá dicas de estudo aos seus seguidores. Fã assumida de artigos de papelaria, a estudante já conseguiu convencer a dona de uma papelaria de sua cidade, Teixeiras (MG), a investir em um produto que ela não estava achando em nenhum outro lugar. A idealizadora do perfil de estudo no Instagram é tão apaixonada pelo segmento que sonha até mesmo em um dia poder construir e montar sua própria papelaria.


O amor pelos produtos surgiu quando a jovem ainda era pequena e, até hoje, ela vê, em cada item, muito mais do que a função de auxiliar em tarefas escolares, como também um incentivo e motivação para as atividades do dia a dia. “Acho que a minha paixão por papelaria existe desde quando fui alfabetizada. Minha mãe me conta, e eu me lembro de alguns episódios de quando eu era mais nova, em que eu chorava para ganhar alguns artigos de papelaria e passava o dia inteiro brincando com eles”, relembra.


Consumidora assídua, Letícia sabe bem o que busca nas papelarias de sua cidade e, claro, das dificuldades que enfrenta para achar tudo o que deseja. Sobre os produtos e as marcas que a estudante mais utiliza, foi difícil enumerar apenas alguns. Ela explicou que tenta combinar produtos mais baratos, com longa durabilidade, qualidade e variedade de cores e mencionou as marcas Bic, Faber-Castell, Tilibra, Pentel, Pilot e Cis entre suas preferidas para canetas, marcadores, cadernos e fichas.


Mas não são apenas as marcas que movem Letícia. A grande fã de itens escolares busca uma papelaria completa para se tornar cliente fiel e é bem taxativa ao responder o que mais chama sua atenção em uma loja. “A arrumação, as promoções e os avisos sobre as novidades do estoque”, aponta. Entretanto, as lojas de sua cidade não possuem muita variedade de produtos, fazendo com que ela precise buscar o que precisa em diferentes lugares. E essa dificuldade já até rendeu uma boa história.


“Eu tenho o costume de entrar em sites de papelarias on-line para olhar os lançamentos de produtos e, em uma visita de rotina, descobri as brush pens (canetas com ponta de pincel) e me apaixonei”, relembra. Ela começou a ver vários vídeos e pesquisar preços, mas, infelizmente, em sua cidade não encontrou, e o frete para comprar on-line era muito alto para ela, já que Teixeiras é uma cidade com cerca de 11 mil habitantes, 215 km da capital do estado, Belo Horizonte. Inconformada, ela começou a procurar nas cidades vizinhas, mas sem sucesso. Mudou a estratégia para ter acesso às canetas pelas quais se apaixonou: passou a convencer a vendedora da papelaria Espaço Lugi de que, se a loja passasse a revender as brush pens, teria muito sucesso. Fiquei mais de uma hora explicando toda a tecnologia de uma caneta ponta pincel para, então, convencê-la a comprar para revender”, conta orgulhosa.

 

< Anterior | Próxima >