Revista da Papelaria

Início » Notícias / Mercado » Carimbos: necessidade + lucratividade

20/09/2018

   

Carimbos: necessidade + lucratividade

O produto é um item necessário em muitos setores da economia e a porcentagem de lucro para quem revende é alta

No consultório médico, um documento da escola, uma nota de loja, na repartição pública... Se olharmos para todos os lados, o carimbo está lá registrando algo e sendo um item de grande necessidade. Além disso, a margem de lucro de revenda do produto, de acordo com quem o produz, é bem atrativa. “No caso dos carimbos prontos, a margem gira em torno de 80%. Já os carimbos personalizados podem ter margens bem maiores, algo em torno de 400%”, diz Ronaldo Bassi, diretor da Nova Era, representante exclusiva no Brasil da fabricante austríaca Colop.


E qual é o público que consome carimbos em uma papelaria? Como a burocracia no Brasil é grande, muitos setores acabam necessitando, como dissemos, do item no dia a dia. “Empresas, pequenos comércios, profissionais liberais, como médicos, advogados, professores, contadores. São consumidores compulsórios de carimbos e o ponto mais acessível são as papelarias”, lista Donizethe Bezerra, de outro fornecedor austríaco, a Trodat. Ronaldo Bassi também dá destaque para outro consumidor em potencial de carimbos: setores governamentais.


Como se diferenciar de lojas especializadas e chaveiros


Para o representante da Colop, uma das melhores maneiras de se diferenciar é oferecer a personalização do produto. “Isso não pode ser feito em todos os modelos, mas nos mais populares sim. Coisa que muitos ‘carimbeiros’ e, principalmente, chaveiros não fazem”, destaca. No modelo Printer G7 da Colop, por exemplo, a parte externa do item pode ser personalizada de modo prático, fácil e profissional: utilizando um programa gráfico ou até mesmo a ferramenta online. “O carimbo pode ter a propaganda do seu cliente ou até mesmo uma foto da família. Essa personalização, além de valorizar o produto e o lojista, diferencia o serviço dos concorrentes”, pontua Ronaldo.

 

< Anterior | Próxima >