Revista da Papelaria

Início » Notícias / Tecnologia » Tecnologia fashion em alta

29/08/2014

   

Tecnologia fashion em alta

Acessórios unem cada vez mais função a beleza e modernidade

Trocar a capa do celular como quem troca de roupa virou rotina. Comprar fones de ouvido coloridos e decorados é diversão. Com a variedade de acessórios disponíveis, não há quem resista a decorar o telefone com o personagem favorito ou as cores e estampas da moda. A tecnologia fashion está aí para quem quiser lucrar.
Os principais acessórios para celulares são certamente os fones de ouvido e as cases. A quantidade de opções pode confundir os lojistas, que precisam estar atentos às novidades e entender o que seu público quer. O importante é estar de olho nos avanços e atender a uma demanda de produtos adequados à maioria dos smartphones e tablets, já que a variedade desses artigos também é enorme.


Para ouvir
Grandes no passado, pequenos e práticos com o passar do tempo, enormes, coloridos e modernos na atualidade. Assim é a evolução dos fones de ouvido, acessório indispensável hoje. A modernização, porém, está muito além do tamanho e formato.
É preciso entender que existem os head-phones, bem parecidos com aqueles antigos, com um arco sobre a cabeça, e os intra-auriculares, usados dentro do ouvido. São diferentes, mas têm um problema em comum: fios embolados. Já imaginou conseguir acabar com esse transtorno? O CitiScape Shibuya, da Philips, possui um cabo de 1.2 m que é achatado, diferente dos fios em geral, o que faz com que ele não enrole nem dê nós. Mas nesse quesito, a invenção mais surpreendente é o Zipbuds: fones cujo fio é um zíper. Sim, um zíper, que o usuário pode fechar para guardar, evitando o enrolamento — além de ser muito descolado e fashion. São quatro modelos: Juiced 2.0, com formato mais anatômico e confortável, e com uma versão que brilha no escuro; PRO mic, com microfone para que o usuário atenda e desligue as chamadas do celular com facilidade; Select Headphones, com 1.4 m de fio e bolsa de viagem; e o Choice Headphones, mais potente que o anterior.
Se for para exterminar de vez os cabos, também existe uma solução: fone sem fio algum, excelente para quem pratica esportes e precisa de mobilidade. Há muitas opções no mercado, e alguns fabricantes ousaram ao produzir artigos que mais do que ser wireless, têm entrada para cartão de memória SD, permitindo que o usuário escute música direto no dispositivo. Entre os produtos que se conectam com aparelhos móveis, o sistema principal é o Bluetooth. O modelo sem fio da linha Beats by Dr. Dre, da Apple, funciona a até 9.1 m de distância do iPhone ou iPod, tem bateria com vida útil de até 10 horas e é cheio de botões para atender a todas as necessidades: mudar de música, controlar o volume e atender chamadas. O Headphone Bluetooth, da Goldship, é compatível com vários smartphones e também apresenta as funcionalidades ao alcance de um dedo, com microfone de alta sensibilidade e haste ajustável. Toda essa tecnologia é sempre cercada de designs arrojados, luzes e cores.
Quem gosta do tradicional, mas quer um pouco de descontração, pode apostar nos fones intra-auriculares decorados. A Maxprint, por exemplo, acaba de lançar uma linha divertida com modelos em formato de mouse, caveira, coração, coruja, cupcake, morango, joaninha, entre outros.


Para ver
A moda mesmo é se divertir trocando a capa do celular. São tantas opções que escolher uma é quase impossível — e para “ajudar”, cada vez mais lojas oferecem os produtos.
Para quem acha que cases chamam atenção apenas pelas cores e estampas, está enganado. Existem fabricantes estrangeiros, por exemplo, que investiram em um acessório para iPhone com amplificador de som e fita de velcro para prender na bicicleta. Assim, quem pedala pode curtir as músicas preferidas sem se preocupar em prender o fone de ouvido em algum lugar ou derrubar o telefone com os movimentos.
Com o objetivo de alcançar um público diversificado e se aproveitar cada vez mais da onda fashion, a Neotronics oferece produtos exclusivos e até personalizados. Fundada em 2000, começou como importadora e passou a produzir o que vendia, como suportes para TV. No final de 2013, a empresa estudou novas oportunidades de mercado para substituir a importação de acessórios para videogame, linha com a qual não trabalha mais. Segundo Carlos Dieter, diretor comercial e de marketing da Neotronics, havia uma grande demanda de produtos chineses, o que levou a equipe a realizar investimentos e, com a experiência adquirida em indústria plástica, passar a fabricar as Neo Cases, sendo a primeira indústria de capas para celular 100% nacionais.
Mesmo ainda pouco divulgada, a Neo Cases quer atender a todos os públicos, apresentando um catálogo com mais de 600 artes. A empresa também terceiriza produção para grandes marcas como Disney, P&G, Schutz e Arezzo. Os produtos são feitos com material rígido (plástico italiano de alta resistência) ou emborrachado, atendendo a modelos de celular como iPhone, Galaxy (Samsung) e Moto G e E (Motorola). A marca possui parceria com artistas internacionais, designers que vendem seus produtos na internet exatamente para cases: Danny Ivan, Ali Gulec e Budi Satria Kwan. Cada um criou um catálogo exclusivo no Brasil, que apenas a Neotronics vende.


Lucro garantido
Avaliando o mercado, Carlos dá a certeza de que é muito interessante para uma papelaria trabalhar com esse tipo de acessório. “A papelaria é um grande centralizador de produtos, onde o mix é grande. As cases são acessórios que podem dar certo nesse mix, pois são comprados por impulso. O mercado é muito bom, o preço de compra é baixo, o que permite um ótimo preço para revenda. Com certeza é um produto que cada vez mais estará em alta”.
O recado aqui é investir no que acompanha as tendências de consumo. A tecnologia fashion ganha força diariamente e pode ser um excelente ponto de apoio ao longo do ano, pois não depende de época e se volta a todo tipo de público. Acrescentar esses produtos ao mix é retorno certo.


 

 

< Anterior | Próxima >