Revista da Papelaria

Início » Notícias / Mercado » Moda que cola

29/10/2014

   

Moda que cola

Empresas tradicionais investem na atualização de produto conhecido do público: plásticos autoadesivos

Os plásticos autoadesivos existem há décadas. Transparentes, eram muito usados para encapar livros e cadernos escolares, mantendo a aparência de novo e protegendo de danos como amassar e molhar.


Com o tempo, surgiram modelos mais coloridos e encapar cadernos deixou de ser a função principal. Artesanato e decoração se tornaram o forte dos plásticos adesivos, e as papelarias precisam se manter atualizadas para continuar sendo o principal ponto de busca dos clientes. Há diversos fabricantes e uma infinidade de produtos.


Para quem tem criatividade, não existem limites: objetos decorativos, móveis, utensílios, paredes e até eletrodomésticos podem receber aplicações e se tornarem peças exclusivas. A Vulcan, por exemplo, fabrica o Contact há mais de 57 anos. “Na época, era um produto necessário e virou sinônimo de categoria, líder em decoração e ‘faça você mesmo’”, explica Roberta Marques, supervisora de marketing.


A VMP Papéis apostou nesse mercado mais de 15 anos atrás e deu certo.


“Quando a VMP iniciou a comercialização, eram poucas as empresas que trabalhavam com esse tipo de produto. Percebemos que havia um segmento interessante a ser explorado”, afirma Luisa Amoresano, supervisora de vendas, sobre a linha TAC. Desde 2000, a Plavitec produz o Plastcover, totalmente brasileiro.


“Ele era importado pela Plavitec Adesivos. Devido a oscilações cambiais da época, resolvemos construir uma planta e ter um produto 100% nacional”, esclarece Débora Venditto, supervisora comercial.


Entenda o público e se abasteça


Os plásticos autoadesivos são capazes de aderir a diversos tipos de superfície e, por isso, não há distinção entre linhas para materiais escolares, artesanato ou decoração. A maioria consegue ser retirada e reaplicada na hora, caso a pessoa cole errado, sem causar danos, o que facilita o trabalho.


“Há diferença entre plásticos para encapar e os adesivos apenas. Os plásticos para encapar não colam em superfícies”, alerta Luisa.


Surpreendente é olhar um belo móvel e constatar que aquele desenho na madeira é um adesivo. Ou que a parede toda colorida não foi feita com papéis tradicionais ou tinta. Quem busca os artigos pode estar pensando em dar um toque especial a um objeto antigo de casa, como porta-retrato ou caixa de joias, bem como montar um scrapbook, renovar a cabeceira da cama, revestir a geladeira ou forrar um cômodo inteiro.


Compreendendo as novas utilidades, o papeleiro pode avaliar quais linhas são adequadas aos clientes da loja: para crianças atraídas por desenhos, artesãos, decoradores ou apenas curiosos que se arriscam na arte. As linhas de todas as empresas citadas podem ser usadas para quaisquer finalidades.


Elas costumam estar presentes em feiras do setor de papelaria e artesanato, além de promover divulgações e parcerias. Basta procurar representantes ou distribuidores e investir sem medo!


Variedade


Oferecer diversidade é essencial. Além de cores e estampas, é necessário estar ligado nas novidades. A Plavitec possui mais de 70 modelos do Plastcover, criououtros 14 para o volta às aulas 2014/2015 e lançou linha com aproximadamente 40 tecidos autoadesivos para todas as superfícies. Uma série de coleções compõe o portfólio da VMP: fantasia, infantis, femininos, masculinos, fluorescentes, lisos, foscos e transparentes.


Os modelos PVC são diferenciados — destaque para holográficos, camurçados, metalizados, madeiras e mármores. Atualmente, até licenciamentos estão presentes. Na VMP é possível encontrar personagens Disney, como Princesas, Carros, Marie, Fadas e Mickey, além do Homem-Aranha e Liga da Justiça.


A Vulcan trabalha com desenhos como Peppa Pig, Os Três Porquinhos, Chapeuzinho Vermelho, Alice no País das Maravilhas, Galinha Pintadinha e Moranguinho, além das linhas Decorativos e Premium, texturizadas e com cores peroladas, sem contar as estampas de madeira.


Os plásticos autoadesivos trazem um mundo de possibilidades. Aumente o mix, mostre ao público que o produto deixou de ser apenas para encapar livros e se tornou uma forma de personalização e de entrar na moda do “faça você mesmo”. Inspire as pessoas a despertar o artista que existe nelas!

 

< Anterior | Próxima >