Revista da Papelaria

Início » Notícias / Mercado » A papelaria pelo mundo...

03/02/2012

   

A papelaria pelo mundo...

A distância entre Brasil e Alemanha não impedirá que você saiba o que aconteceu na principal feira internacional de papelaria. Aqui, uma prévia do que estará na edição de março!

A edição deste ano da maior feira do mercado de papelaria aconteceu nos últimos quatro dias de janeiro e, mais uma vez, lotou os corredores do centro de exposições da Messe Frankfurt - organizadora da feira -, em Frankfurt, na Alemanha. Além de empresários – expondo e visitando -, também compareceu ao evento a imprensa internacional especializada no assunto e, é claro, a Revista da Papelaria. A cobertura estará nas páginas da nossa edição de março, trazendo para as papelarias brasileiras o que está acontecendo no setor ao redor do mundo.
Há quem diga que a Paperworld vem diminuindo em número de expositores e visitantes, porém ninguém cogita a redução de sua importância. “A feira é um termômetro do mercado internacional. Se aqui, as coisas estão mais devagar é porque o mercado está assim. Este ano, a feira está com o movimento um pouco mais baixo. Três anos atrás, não teríamos tempo para dar entrevista, por exemplo. Um dos nossos objetivos na Paperworld é conseguir feedback dos nossos clientes”, afirma Wang Gen-Tze, gerente de marketing da fabricante taiwanesa de etiquetas adesivas Hopax, na América Latina.
O evento continua atraindo empresários de todo o mundo que procuram o novo – novas empresas, novos negócios, novas idéias. Quem está lá, no meio de tantos estandes e produtos, tem sua atenção disputada por cores e formas inusitadas, que, quando olhadas de perto, revelam-se, na verdade, materiais tradicionais e familiares, como lápis e cadernos.
Uma das novidades que mais saltava aos olhos eram lápis que foram transformados em joias ao terem acoplados na ponta um cristal Swarovski. Disponível em diversas cores, os expositores criativos sugeriam uma forma chamativa de atrair consumidores com este produto. Uma das empresas que expôs este item foi a italiana Francesco Rubinato. Homônimo à empresa, seu proprietário destaca a inovação como uma estratégia para enfrentar a crise européia: “A criatividade deve estar presente tanto nos produtos quanto no marketing da companhia.”

 

< Anterior | Próxima >