Revista da Papelaria

Início » Notícias / Mercado » As múltiplas faces da Paperworld

25/03/2015

   

As múltiplas faces da Paperworld

Aposta em design e cores das próximas temporadas atraíam visitantes às palestras

Ser a melhor plataforma para o mercado internacional de papel, materiais de escritório e produtos de papelaria não basta para a Paperworld. Servir como fonte de inspiração para o comércio varejista é outro desafio importante a ser cumprido. O Paperworld Trends 2015/2016, além de contar com local exclusivo para apresentar as apostas em design e cores das próximas temporadas, atraía visitantes às palestras e também aos passeios, guiados por especialistas, para se atualizarem sobre as principais tendências do setor.


Mais uma área popular este ano foi a Mr. Book & Mrs. Paper, com muitas ideias para alavancar a venda dos livros na feira. A área foi projetada por Angelika Niestrath, que dispôs doze mesas muito bem decoradas para apresentar a gama de livros. Depois de visitar o local, inúmeros clientes iam direto aos expositores para fazer as encomendas, e essa era a meta principal da proposta.


Nas demonstrações ao vivo do Let’s Wrap!, os varejistas tiveram a oportunidade de aprender a embrulhar diversos tipos de produto de maneira fácil, atrativa e rápida. A especialista de renome internacional Arona Khan compartilhou dicas e técnicas, com o incentivo de oferecer um serviço complementar na loja, capaz de atrair muitos clientes pelo belo visual e criatividade dos embrulhos.


Não só as empresas tradicionais tinham vez na Paperworld. Nas áreas promocionais BMWi, com 21 start-ups alemãs, e na Get Started, com seis estabelecimentos de fora da Alemanha de recente fundação, era possível conhecer as novas ideias e novos produtos, proporcionando a esses expositores alcance internacional.


Além disso, pela quinta vez, a Paperworld garantiu a exposição dos produtos fabricados no continente asiático em local exclusivo, no Asian High Quality Selection, e repetiu o sucesso dos anos anteriores, com muita tecnologia, inovação e, claro, visitação. Não por acaso, 20% do total do público do evento eram da Ásia. Nos quatro dias da feira, as empresas asiáticas, selecionadas pelo Conselho Alemão de Design, mostraram as novidades e realizações na concepção de produtos. É a plataforma ideal para ampliar a aceitação dos produtos asiáticos entre os visitantes de fora desse continente.


As três feiras de bens de consumo – Paperworld, Creativeworld e Christmasworld – não só constituem a melhor maneira de elevar o negócio a um âmbito mundial, como também é grande fonte de impulsos positivos para o comércio. Todos saem ganhando: expositores, clientes, visitantes e consumidores dos quatro cantos do planeta, diretamente afetados pela melhoria da qualidade, troca de conhecimentos e desenvolvimento do setor a um patamar cada vez mais elevado.

 

< Anterior | Próxima >