Revista da Papelaria

Início » Notícias / Representante » Representante de ação

01/06/2015

   

Representante de ação

Marcio Mendes se diz um amante do mundo dos negócios

Marcio Mendes se define como um homem de ação. Atuando no setor de papelaria desde meados dos anos 1980, o paulistano afirma que gosta de estar presente nas negociações diretas com fornecedores e papelarias. A predileção pelo contato com os stakeholders o fez conhecer o Brasil e o mundo – e ser reconhecido onde quer que vá.


“Nasci para executar. Quando você está no front, a relação com as papelarias é diferente. Rodei o Brasil inteiro, de norte a sul, o que me permitiu conhecer os grandes atacadistas e diversas papelarias país afora”, afirma Marcio, proprietário da Krystal M3 Representação Comercial.


A participação no cotidiano das empresas que atende é uma das atribuições que Marcio considera como o presente e o futuro do ramo em que atua. Segundo ele, um bom representante é, hoje em dia, um parceiro dos clientes nas mais diversas questões, desde boas oportunidades até a logística.


“Representar é mais que tirar pedido. É saber a real necessidade do cliente, em termos de promotores, logística com transportadora ou espaço na loja. Atualmente, nós participamos até na indicação de tendências ou no licenciamento de marcas”, detalha.


No entanto, o homem que rodou o Brasil de papelaria em papelaria passou, desde 2008, a atuar com foco no eixo Rio de Janeiro-São Paulo. Ao se casar, as prioridades do representante-viajante mudaram. Mas a presença no “chão” das lojas e fábricas segue como de costume.


“Casei com 40 anos. Então, não dava mais para passar o tempo todo viajando. Tive que mudar de rotina. Já era um mercado que, financeiramente, representava 90% da minha carteira. Então, passei a focar mais nos dois, para compensar o restante”.


Marcio passou a ministrar palestras para trabalhadores de atacadistas, levando a expertise de décadas no mercado para aqueles que estão fazendo o novo cenário do setor de papelarias. Além disso, as novas atribuições incluem até uma viagem a Las Vegas/EUA, onde negociou o licenciamento da marca UFC para a Xeryus. Tudo pautado por uma visão que tem de futuro, com base no próprio passado.


“Eu me considero abençoado. Era um garoto pobre da zona leste de São Paulo. Devo tudo à papelaria. Quero fazer história e ser lembrado pelo caráter, profissionalismo e por trazer boas oportunidades”, projeta ele, sempre lembrando da atuação corpo a corpo. “Meu sonho é ser como os senhores que vejo na Rua 25 de Março, trabalhando todo dia”, conclui.


--


Krystal M3 Representações Comerciais


Região onde atua: Rio de Janeiro e São Paulo


Tempo de estrada: 16 anos


Empresas que representa: Summit, Xeryus

 

< Anterior | Próxima >