Revista da Papelaria

Início » Notícias / Mercado » Maranhão adota CME

09/05/2015

   

Maranhão adota CME

Cartões Material Escolar chegarão a mais de 1,4 milhão de estudantes

O governo do Maranhão destinará R$ 100 milhões em recursos para a compra de material escolar no estado. O programa Mais Bolsa Família Escola, instituído pelo governador Flávio Dino vai atender a mais de 1,47 milhão de estudantes de 4 anos a 17 anos e fará a transferência de subsídio equivalente a uma parcela mensal do repasse realizado pelo governo federal às famílias cadastradas no programa Bolsa Família.


Com o repasse, crianças e adolescentes da rede pública de ensino de todos os 217 municípios serão beneficiadas diretamente com recursos para a compra de material escolar no início do ano letivo.


Segundo matéria publicada pelo jornal Meio Norte, do Maranhão, o programa é similar ao utilizado há três anos pelo Distrito Federal e mais de 20 cidades no estado de Minas Gerais e São Paulo. O programa elimina a corrupção nas licitações de material escolar.


O governador de São Paulo, Geraldo Alkmin, também quer implantar o CME - Cartão Material Escolar mas a secretaria de educação barra o processo.


“Além de eliminar a corrupção nas licitações, o CME descentraliza a renda fortalecendo a economia dos municípios ao gerar empregos no comércio e também aumenta ha autoestima e o rendimento escolar do aluno que deixa de ser carimbado como pobre pelo kit escolar padrão de licitações.”, explica o presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (Abfiae), Rubens Passos.

 

< Anterior | Próxima >