Revista da Papelaria

Início » Notícias / Mercado » Abrin é promessa de lucro

08/02/2017

   

Abrin é promessa de lucro

Feira brasileira de brinquedos se ajusta para ficar ainda mais atraente ao público

Os visitantes da Abrin – Feira Brasileira de Brinquedos, muitos deles papeleiros, precisam reorganizar o calendário para 2017. Tradicionalmente promovida em abril, o evento, neste ano, será realizado em março, entre os dias 21 e 24 do mês, no Expo Center Norte, em São Paulo/SP.


O presidente da Associação Brasileira de Brinquedos (Abrinq), Synésio Batista da Costa, responsável pela realização da feira, afirma que a mudança foi definida após realização de pesquisa e visa atender a demanda dos expositores. “A Abrin existe para responder rapidamente às necessidades da indústria do brinquedo”, enfatiza o presidente da entidade.


Outra novidade é a ampliação do espaço dedicado à puericultura, segmento que fatura mais de R$ 1 bilhão por ano, segundo levantamento da Associação Brasileira de Produtos Infantis (Abrapur). Os fabricantes, entre os quais Semaan, Loly Baby, Bubba, ficarão reunidos em uma área especial com cerca de mil m2. 


Terceiro maior evento do mundo e grande responsável pelos negócios do setor de brinquedos na América do Sul, Abrin 2017 abre espaço para empresas importadoras de brinquedos, que poderão expor na feira, desde que estejam sediadas no Brasil há mais de três anos. A promessa é de que o evento esteja ainda mais atraente, para dar continuidade ao crescimento do mercado no Brasil, que há quase uma década mantém saldo positivo na casa de dois dígitos.


Segundo a Abrinq, atualmente quase metade dos brinquedos produzidos no país custa menos de R$ 50. Além disso, há cinco anos cada criança brasileira ganhava em média seis brinquedos por ano, mas a média ultrapassou sete brinquedos por criança. “Tem um consumidor novo na praça. É o filho da família que não foi para os Estados Unidos, que não trocou de carro. Esse dinheiro ficou no Brasil e está rodando a economia”, comentou Synésio.


A participação no evento é uma grande oportunidade para as papelarias, que conquistam maiores cifras com a venda de brinquedos em datas sazonais ou mesmo durante todo o ano. Durante os quatro dias de evento, 25% do faturamento anual dessa indústria nacional é movimentado e quase dois mil itens são lançados pelas empresas. Vale lembrar que o conhecimento do público-alvo da loja vai levar o papeleiro às melhores opções de brinquedos a serem comercializados na papelaria.


Grandes marcas, como Estrela, Candide, Rosita, Nova Brinq, Grow, Elka, Toyster e muitos outras, já garantiram presença durante o lançamento da Abrin, – na ocasião, a feira garantiu 80% de ocupação. A chance é valiosa para estar em contato direto com os fabricantes, estreitar relacionamento, negociar e ficar atento às novidades desse setor tão promissor.

 

< Anterior | Próxima >