Revista da Papelaria

Início » Notícias / Varejo » O incrível mundo do colecionador

06/06/2017

   

O incrível mundo do colecionador

Hábito antigo representa boa estratégia de venda fora do período escolar

Em determinado momento da vida muitos já se depararam colecionando objetos. Quem não se lembra dos icônicos papéis de carta ou teve seu estojo recheado de canetas coloridas? Com a variedade da oferta, os colecionadores se multiplicaram O incrível mundo do colecionador e, hoje, mostram-se ainda mais apaixonados por suas peças de valores inestimáveis. Para os fabricantes, as papelarias devem encarar a oportunidade como forma de dar um upgrade nas vendas em outros períodos distintos do volta às aulas.


A professora Natasha Pamplona coleciona canetas e lapiseiras desde a adolescência, são 106 canetas e já teve época em que chegou a ter 200 peças, mas a quantidade diminuiu por uma boa ação. “Desde 2015, ao início de cada ano letivo, comecei a selecionar uma parte das minhas canetas e doar, junto com outros itens de papelaria, para estudantes que não têm condições de comprar material escolar. Depois da ação, retorno a minha busca por novidades”, relata.


Ser colecionadora representa para Natasha muito mais do que apenas guardar objetos; o hábito é também uma forma de terapia, na qual ela dedica parte do seu dia. “Passo horas arrumando, limpando e testando cada uma das minhas canetas. Sempre estou em busca de novidades dos itens que eu coleciono nas papelarias, sejam em lojas físicas, sejam em virtuais”, acrescenta.


Motivados pela afeição do público, os objetos de coleção são valorizados e encarados como investimentos para os fabricantes. A Faber-Castell tem na sua lista de colecionáveis 40 itens. Entre as peças estão lápis, borrachas, apontadores. Segundo a gerente de comunicação, Elaine Mandado, esse tipo de produto desperta interesse do consumidor porque possui atributos como diversidade de cores e de estampas. É o caso da linha Grip, que contém Ecolápis Grafite e apontador com depósito. Outras novidades são Ecolápis e borrachas Coleções, com vários temas. Entre eles, Doodle, URBZ, Carinhas e It Girl.


As canetas Stabilo, fabricadas pela Sertic, também têm apelo para o colorido. Considerada um clássico, elas fazem sucesso tanto com estudantes quanto profissionais. A variedade do mix dos produtos também é um atrativo para o colecionador. “Quando o consumidor compra uma caneta com estampa de flores, por exemplo, ele acaba voltando para adquirir outras, de tipos diferentes”, explica a gerente de produto da Molin, Lilian Thomazetto. Na última temporada escolar, a empresa criou a linha Love. Nela, todos os produtos são ideais para colecionar, entre os quais canetas, lápis, borrachas, apontadores. Os temas das estampas são corujas, animal skin, flores, corações, cidades, como Paris e Londres.


Outra vantagem dos colecionáveis para o mercado é o giro durante o ano inteiro, não apenas no período de volta às aulas. “A linha de colecionáveis tem a vantagem de vender todos os meses. Estamos empenhados em divulgá-la para que as papelarias possam ter itens lindos e desejáveis o ano todo”, comenta a gerente.

 

< Anterior | Próxima >