CARREGANDO

Escreva para pesquisar

E-commerce Estratégia

Site de vendas

Compartilhe

Desenvolvedor dá dicas para os empresários na hora de investir no e-commerce

Tudo indica que o comércio eletrônico caminha de forma irreversível para seu desenvolvimento, e que, diante da digitalização forçada, muitos empreendedores continuarão a pavimentar a vida digital. Em razão disso, é importante, para uma segunda etapa, identificar os serviços do mercado que ofereçam um site de vendas que atenda às expectativas tanto de quem vende como de quem compra. Wellington Fernandes, desenvolvedor, contribuiu com dicas e considerações importantes, que devem ser levadas em conta na hora de investir em um site de vendas e contratar uma empresa. 

O desenvolvedor ressalta que existem algumas formas de se contratar serviços de criação de um e-commerce. Entre elas temos as agências de publicidade, desenvolvedores autônomos e empresas que possuem um produto com o qual você consegue criar a sua própria loja sem muito trabalho e sem muito conhecimento de tecnologia. Essas empresas já entregam tudo o que é necessário para uma loja funcionar, como integrações com meios de pagamentos, com empresas de entrega e controle de estoque. Essa opção tem sido uma preferência de inúmeras novas lojas que migraram o seu produto para uma venda on-line.

Abaixo, alguns pontos determinantes citados por Wellington Fernandes na hora de criar uma loja virtual: 

HOSPEDAGEM

De forma simples, é onde o seu site está hospedado, o que significa que ele precisa sempre estar disponível para o usuário e com uma boa performance. Economizar em hospedagem pode causar a desistência de compra. 

INTEGRAÇÕES

Você precisa integrar facilmente meios de pagamentos, entregas e redes sociais. Oferecer opções diversificadas ao cliente, dando a ele  poder de escolha e facilidade de compra.

ADMINISTRADOR

Essa é uma área bastante crucial. A loja precisa fornecer um painel no qual você consiga cadastrar de forma prática os seus produtos com fotos, detalhes, promoções, além de cupons de desconto. Essas informações precisam ser claras e fáceis de trabalhar para que você consiga entender e evoluir na manutenção do conteúdo da sua loja.

SEGURANÇA

A plataforma precisa ter segurança ao garantir que somente usuários que possuem acesso ao painel administrativo consigam acessá-lo, preservando, dessa forma, tanto a integridade dos dados dos seus clientes, principalmente em relação aos meios de pagamentos, como dos dados pessoais informados quando do cadastro na sua loja.

DESIGN

Trabalhar com e-commerce significa que temos que entender muito bem como nossos clientes pensam e agem na internet; é algo crucial para o sucesso de vendas. Opte por uma empresa que entenda bem sobre esse ponto e evolua de acordo com as mudanças de comportamento dos clientes. Mais do que um design bonito, ele deve ser usual, fácil e prático. Não adianta pensar em ideias mirabolantes se os usuários não estão acostumados com este contexto. Segundo Wellington Fernandes, “nunca devemos fazer nossos clientes pensarem mais do que precisam para concluir algo”. É obrigatório ter um e-commerce responsivo. É totalmente ultrapassada a ideia de criar um site ou loja apenas pensando em desktop.

MANUTENÇÃO

É sempre bom pensar que a internet está em constante evolução. Há uns anos, não existia praticamente nenhum acesso pelo celular, muito menos compra. Hoje, as buscas feitas pelos celulares no Google ultrapassam os 50%, afirma o desenvolvedor. Em termos práticos, significa que poderá haver mudanças que necessitem de manutenção, e é em razão disso que é válido ponderar a contratação de uma empresa que possua o produto “e-commerce” e o empreendedor opte por apenas criar sua loja. Este tipo de serviço disponibiliza todas as ferramentas de que o empresário precisa e ela tem o dever de se preocupar com todos esses pontos listados acima. Neste caso, o empreendedor terá uma loja com o nome da sua empresa, diferentemente do marketplace, em que você divulga dentro da plataforma de outra empresa. 

Tags:

Você pode gostar também