CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Eventos

O papel da loja física é tema na Escolar Virtual

Compartilhe

O primeiro dia da feira Escolar Virtual teve muitos negócios e temas relevantes

Para manter o segmento papeleiro conectado, a Francal planejou a Feira Escolar Virtual com dezenas de marcas e muito conteúdo sobre o varejo. Hoje, 10 de novembro, o primeiro dia do evento, que ocorre até o dia 13, contou com mais de 3 mil visualizações nas lives. A Revista da Papelaria estreou na Feira Escolar com a mediação do tema que aborda a importância da loja física.

Com a mediação da editora-chefe da Revista da Papelaria, Rosangela Feitosa, o encontro da Escolar Office Virtual das 14h contou com a presença de Romulo Pais, diretor da Ipanema Papéis Papelaria, e Maricelma Bueno, profissional do varejo de papelaria há 30 anos e que hoje faz consultorias para lojas e marcas. Entre os assuntos discutidos, Maricelma e Romulo focaram em dar dicas de como proporcionar boas experiência aos seus consumidores na loja física, especialmente nos tempos atuais em que o e-commerce está crescendo em grande escala. A pergunta proposta então foi a seguinte: como a loja física deve estar preparada para receber os clientes e tornar as experiências individuais especiais? 

Dicas especiais

Cadeiras confortáveis, cheiros agradáveis, disponibilização de café, iluminação e display são algumas ferramentas  mencionadas pelos veteranos. Romulo, que já tem outras duas lojas além da filial, contou que criou um mini lounge na loja principal, no qual o consumidor sente um cheiro específico, pode se sentar e aproveitar um café e usar o wi-fi  para fazer valer a pena sua ida até a loja de forma única. “A experiência tem que  ser não só para o consumidor que está comprando, como também para aqueles que só estão acompanhando e precisam esperar por quem está olhando a loja. Aquele espaço que a pessoa pode ficar livre, sem pressionar quem está querendo comprar, torna a experiência mais especial e é algo que eles não podem ter na loja virtual. Ah, e o mais importante, gera aquele boca a boca positivo entre as pessoas”, sugere Pais. 

Maricelma diz que para ela as papelarias físicas são especiais por trazer uma nostalgia que não existe em nenhuma outra loja. “Eu sempre digo que a papelaria traz memória afetiva para todos. Quando você entra em uma papelaria na minha idade, você tem uma lembrança da infância. Esse é o potencial que a papelaria tem e que precisamos investir. O ambiente deve ser aconchegante e acolhedor. Desde limpeza à organização e iluminação, além de uma série de coisas que possam trazer o cliente para dentro da loja e oferecer uma experiência acolhedora. Acho que precisamos entender que não é preciso muito. É só começar arrumando, pintando e não deixar nada quebrado e jogado. Estamos muito exigentes hoje”, indica. 

O poder das datas festivas

Ambos concordam sobre a importância datas festivas e no dia a dia da loja para além do voltas às aulas, por exemplo, para enfeitar a loja e disponibilizar produtos estrategicamente, além de apostar nas cores. “Nós compramos com os sentidos, né? O sentido da visão é o primeiro usado. Você olha a vitrine e se encanta e assim deve ser no ambiente interno também. A diferença entre a loja física e a online é que na física você compra o que você quer, porque se encanta. Já na online, você compra porque precisa”, complementa Maricelma.

Para saber mais dicas, assista o encontro completo por aqui:

Tags:

Você pode gostar também