CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Gestão

Recomendações para reabertura de lojas físicas

Compartilhe

Sebrae oferece dicas e sugestões para empreendedores que estão reabrindo negócios durante a pandemia

Alguns estados brasileiros começaram a retomar as atividades comerciais essa semana, como no Rio de Janeiro, e possuem suas próprias regras que devem ser seguidas para a reabertura de lojas. Apesar disso, para auxiliar os lojistas que estão passando por essa transição, o Sebrae elaborou dicas para 47 segmentos empresariais, divididos em 35 documentos que estão sendo liberados aos poucos desde 4 de junho. 

Em cada um dos materiais disponíveis, os procedimentos já tradicionais deste período como controle de fluxo de pessoas, distanciamento social e uso de equipamentos como máscaras e álcool em gel são unânimes para todos os setores varejistas. 

reabertura de loja - higienizar as mãos

Antes de proceder com a reabertura de lojas, o Sebrae lembra que os empresários que devem estar cientes das recomendações e procedimentos citados pelas seguintes fontes: Decretos Estaduais que tratem desse assunto; instituições reguladoras oficiais (OMS, Anvisa, ABNT, entre outros); as Portarias da Secretaria de Saúde Estadual para atividades específicas; e os atos das autoridades municipais competentes. 

Recomendações para a segurança de todos

Entre as recomendações gerais, pode-se encontrar orientação para que tanto os visitantes da loja, quanto os colaboradores e empresários lavem sempre as mãos com sabão e higienizador à base de álcool para matar o vírus e bactérias que estiveram nas mãos; mantenham uma distância de 1,5 metros de distância e por fim, todos devem sempre evitar de tocar nos olhos, nariz e boca. Nas lojas, as instruções gerais são: limpeza frequente das mãos e desinfecção de objetos e superfícies de contato, como máquinas de cartão; se possível, utilizar termômetros para medir de longe a temperatura dos seus colaboradores e consumidores; e pedir para que as pessoas fiquem em casa, se não se sentirem bem. 

reabertura de loja - checagem de febre

Além das sugestões seguras mencionadas, a Sebrae separou em tópicos as principais orientações. Entre elas, a primeira descrita é a utilização de máscaras. Durante o contato social, elas devem ser usadas de forma correta (deve cobrir totalmente a boca e nariz, sem deixar espaços nas laterais) e não deve ser manipulada durante o uso. A pesquisa lembra que o uso desse equipamento é individual e que mesmo a usando é preciso manter uma distância de 1,5 metros de outra pessoa. Para manter todos seguros, a Sebrae indica que os lojistas tenham máscaras disponíveis para os clientes que estejam desprotegidos. 

Há também recomendações para a equipe. É preciso disponibilizar um lugar para guardar os itens pessoais dos colaboradores e fornecer sacolas plásticas para acomodar os pertences de cada funcionário; manter bancadas, telefones e teclados limpos; organizem uma área de chegada para que as pessoas possam usar o álcool gel assim que entrarem na loja e também um borrifador de álcool para as solas de sapato; certifique-se de que os funcionários e clientes tenham um lugar para lavar as mãos e exiba placas de sinalização. 

Garantir uma boa ventilação na loja, diminuir o limite de pessoas no estabelecimento, instalar barreiras de acrílico nos caixas e nos balcões de atendimento e planejar um espaço separado para recepção de mercadorias são outras atitudes necessárias na reabertura das lojas.

reabertura de loja - cuidados

Atendimento aos clientes da loja

No atendimento aos clientes as recomendações sugerem que é preciso receber fornecedores em um local específico e em horário diferente do atendimento ao público. No check-out avalie cobrir a máquina de cartão com filme plástico para facilitar a constante higienização e lembre-se de demarque no chão as posições da fila com 1,5 metro de distância entre elas.