CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Atualidade

Varejo de papelaria e criança: tudo a ver

Compartilhe

O Dia das Crianças se aproxima e com ele várias oportunidades de negócios. Mas há de se estar preparado para os negócios

O Dia das Crianças, segundo o Sebrae, é a terceira melhor data para os lojistas apostarem em promoções e ações que podem conectá-los aos seus clientes. A Boa Vista SCPC (empresa de informações de crédito) indica que as vendas do comércio, devido à data, em 2019 apresentaram um aumento de 3,1% em relação a 2018. Apesar da procura por brinquedos e acessórios ainda liderar o mercado na intenção de compra, a pesquisa da ACP (Associação Comercial do Paraná) mostra que a procura por livros cresceu 8%.. Assim, o Dia das Crianças pode servir como uma oportunidade estratégica para as papelarias diversificarem seu mix de produtos e criarem uma relação mais concreta com seu público infantil ou com os pais dos pequenos.

A Culturama, por exemplo, editora e distribuidora com sede no Rio Grande do Sul, encara a data como uma das mais importantes do ano. A empresa trabalha com itens direcionados ao público infantil (de 0 a 10 anos). Entre os resultados da Culturama nos últimos meses, há o aumento da procura de seus produtos no e- commerce. Os protocolos de isolamento social impostos pela pandemia provocaram o aumento da demanda por jogos com atividades e brincadeiras em família e quebra-cabeças, itens que fazem parte do portfólio da empresa.

Data não precisa só de brinquedos

Muitas papelarias não focam diretamente no público infantil ou pensam estrategicamente na data por não venderem produtos específicos como brinquedos. Porém, os livros e produtos Culturama estão em alta no momento e proporcionam diversos entretenimentos educativos e divertidos para os pequenos. “Em nosso portfólio, contamos com muitos livros de atividades e diversas licenças que se encaixam perfeitamente no varejo de papelarias. O nosso produto é facilmente encontrado em diversos segmentos, como bazar, supermercados, loja de departamentos, atacados, presentes, conveniências, entre outros.”, afirma Victor Dallagno, coordenador de marketing da Culturama.

Em relação à exposição dos produtos, o coordenador da Culturama alerta que mais importante do que impactar os pais é impactar as crianças. “Elas sim são um fator bem decisivo na hora da compra. Exposição colorida, interativa e que chame a atenção dos pequenos é fundamental. Trabalhar bem os personagens das licenças é fundamental para a venda», defende o coordenador.

Esteja pronto!

O Sebrae elencou oito passos para explorar com eficiência uma data comemorativa, como a do Dia das Crianças. E nós trouxemos as dicas para a realidade do setor de papelaria.

1 Prepare a sua vitrine

A primeira ação a ser tomada para planejar as ações do Dia das Crianças é analisar os produtos mais vendidos em outubro do ano passado e perceber quais itens as pessoas mais estão procurando na sua loja e o porquê. Em segundo lugar, é recomendado apresentar
vitrines (na loja física) e feeds (no Instagram) coloridos, além de conteúdos que mostram o valor emocional do produto ou até a sua funcionalidade. Isso deve acontecer, pelo menos, uma semana antes do dia 12 de outubro para chamar a atenção desse público. Vale lembrar também, que as promoções e descontos também convidam novos clientes para o perfil da loja.

2 Bom atendimento

Prepare seus funcionários para atender a seus clientes de forma diferenciada e o mais rápido possível. Caso a sua loja receba muitos pedidos para entrega, procure pedir ajuda ou até cogitar contratar um funcionário para que as pessoas não desistam de fazer a compra devido à demora, falta de atenção ou discursos antipáticos.

3 Prestar atenção no mercado

Para ter um diferencial que chame a atenção do cliente, é preciso responder a esta pergunta: o que faz essa pessoa comprar na minha papelaria e não na outra? Depois pense estrategicamente em relação ao seu negócio e avalie se precisa ampliar o mix de produtos
para a data e investir em itens como brinquedos ou livros, por exemplo. Fique sempre atento ao que os concorrentes estão fazendo e procure aplicar ações que destaquem a sua marca e a venda. Um exemplo da época atual é o tie-dye. Aproveite a oportunidade e a use a favor do seu negócio. Venda itens coloridos, ensine a fazer, promova e ofereça kits e descontos.

4 Prepare seu estoque

Tenha sempre os produtos que está promovendo nas redes sociais em grande quantidade. Segundo o Sebrae, não adianta ter uma equipe treinada, fazer publicidade, elaborar descontos, lançamentos e não conseguir atender às demandas dos pedidos. A dica da vez é: converse com seus fornecedores e negocie algo especial para a data. Foque especialmente em produtos que acompanhem tendências.

5 Facilite as formas de pagamento

Normalmente, nessas datas, as pessoas estão dispostas a gastar mais dinheiro. Principalmente quando as compras são feitas on-line. Assim, pense em oferecer parcelamentos, boleto bancário, pagamento para 30 ou 60 dias e aplicativos de transações.

6 Preço é marketing

Os preços dos produtos podem levar a sua empresa ao sucesso ou ao fracasso. Por isso é muito importante pensar estrategicamente em como precificar os seus produtos. De acordo com o Sebrae, é comum empresas não darem a devida atenção à etapa de precificação ou optarem por reduzir o preço de seus produtos para fechar uma venda em vez de convencer seu público de que o produto oferecido vale o quanto se pede.

7 Presença virtual e atividades

95% das pessoas preferem comprar os presentes do Dia das Crianças pela internet: as razões são várias, como a percepção de vantagem sobre preço, comodidade e rapidez para fazer as compras. Para chamar a atenção dessas pessoas, pense em proporcionar atividades, brincadeiras de faça você mesmo, lives interativas e conteúdos especiais para as crianças. A ideia é criar uma relação com esse público e ainda conseguir conquistar os pais que estão em casa usando o seu conteúdo para entreter seus filhos.

8 Divulgue-se

Nesse quesito, o Sebrae é direto: “não adianta fazer todas as ações listadas anteriormente e deixá-las escondidas”.

Giro pelas papelarias

Alguns varejistas já estão trabalhando o Dia das Crianças. Acompanhe!

Vila de Papel

Kenia Tonussi, uma das irmãs responsáveis pela administração da papelaria mineira, compartilhou seu planejamento para o Dia das Crianças. Apesar da pandemia, a loja fez parceria com uma psicopedagoga e uma fonoaudióloga para irem às casas das crianças. As
profissionais também ficam na loja oferecendo oficinas educativas de artes ou costura criativa, por exemplo, para no máximo cinco crianças. Os pequenos poderão aprender e serem estimulados a usar a criatividade no dia a dia. Para participar, é preciso pagar uma pequena taxa pelo material e trabalho das profissionais tanto na loja quanto em domicílio. Além disso, a Vila de Papel já vestiu suas funcionárias com roupas de tie-dye para acompanhar as tendências, está vendendo blusas e máscaras e apresentará kits de slime, tie-dye e brush pens.

Suprivel Papelaria Informática

Entre kits, novidades e presentes, a papelaria do Paraná já está organizando o que vai fazer no Dia das Crianças. A sócia Fernanda Dallagnol Sandrini diz que a loja está planejando kits que irá oferecer para a data, além de movimentar as redes sociais. Entre os kits, se destacam os temas: gamer, astronauta, lhama, dinossauro, cachorro, entre outros.

Papelaria da Ritinha

A papelaria virtual de Cachoeiro de Itapemirim, gerida por Rita Martins, está em processo de reinauguração e a gestora conta que quer ter uma abordagem mais espontânea na data comemorativa. O foco da loja serão os kits criativos com copos, potes, toalhinhas, ou então, livros de colorir e materiais escolares para que a criançada crie diversos produtos com itens de papelaria. Afinal, um papel e um lápis de cor podem se transformar em muitas coisas, não é?

A Souza também investiu em novidades que podem animar o Dia das Crianças nas papelarias. Do novo catálogo de produtos, destacam-se os cavaletes e os quadros infantis para o aprendizado. Eles vêm com a composição do alfabeto, relógio e números de zero a nove. Assim, a criança pode exercitar a escrita, a matemática e também as horas. Seguindo o perfil educativo, é possível encontrar também os quadros de telas brancas e verdes em diversas medidas. Já o cavalete infantil é oferecido em uma medida padrão, contendo 94cm de altura e tela para escrita com 37cm X 47cm. A Souza também fornece jogos de tabuleiro infantil e campos de botão. Perfeitos para a data!