CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Atualidade

WhatsApp anuncia nova ferramenta de pagamento

Compartilhe

Brasil é o primeiro país a ter a funcionalidade de pagamentos no WhatsApp

Nesta segunda-feira (15), o WhatsApp anunciou que será possível, apenas para brasileiros, enviar e receber dinheiro de contatos ou empresas pelo aplicativo. No mesmo botão usado para enviar foto ou vídeo, a função “pagamento” poderá ser escolhida e a transação será feita pelo novo sistema chamado “Facebook Pay”. Para transferir, o usuário precisa adicionar algumas informações pessoais, como nome completo e CPF, além de adicionar o cartão de débito ou crédito com as bandeiras Visa ou MasterCard emitidos pelo Banco do BrasilNubank ou Sicredi (incluindo a conta digital Woop), enquanto os pagamentos são processados pela Cielo. Segundo o WhatsApp, o programa está aberto para a participação de mais bancos no futuro.

Segundo a equipe do aplicativo, no Brasil a empresa possui o segundo maior mercado, perdendo para a Índia, com cerca de 120 milhões de usuários. O novo sistema foi estudado em 2018 para conseguir trazer mais praticidade para os negócios nacionais, principalmente durante a situação atual da pandemia. “Acreditamos que podemos ajudar a aumentar os pagamentos digitais, ajudar a ampliar a economia digital com pequenas empresas e ajudar a apoiar a inclusão financeira”, disse o porta-voz da empresa.

Sobre o Facebook Pay

O novo sistema de pagamento implementado pelo Facebook, dono responsável pelo WhatsApp, Messenger e Instagram, chamado Facebook Pay, será gratuito para uso de pessoa física mas cobrará uma pequena taxa para as empresas que receberem as transições. 

Segundo a Cielo, os usuários terão a opção de fazer o pagamento por cartão de débito. Já pequenas e médias empresas poderão receber ou enviar dinheiro por cartões de crédito (d+2) ou débito (d+1). Desta forma, será possível fazer vendas diretas com o cliente, mostrar o catálogo de produtos, atender, tirar dúvidas e fechar a compra, sem trocar de aplicativo.

Para evitar compras acidentais, a transação é autorizada apenas após o preenchimento de uma senha de seis dígitos ou a aprovação da transição com algum recurso de biometria do celular, como o reconhecimento facial ou impressão digital, por exemplo.

Assista o vídeo do WhatsApp o qual mostra em detalhes como funcionará a ferramenta: